quarta-feira, 22 de julho de 2015

ZÉ FORTUNA E PINTANGUEIRA - UM POUCO DE SUA HISTORIA

Nasceram em Itápolis, no interior de São Paulo, os irmãos José Fortuna, em 02 de outubro de 1923, e Euclides Fortuna em 1928.
Zé Fortuna foi cantor, poeta, letrista, autor e ator teatral. É autor de 42 peças teatrais (foi inclusive sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Autores Teatrais – SBAT), de 10 folhetos de Literatura de Cordel, além de cerca de mais ou menos 2500 letras de músicas, sendo 900 inéditas.
Compôs sua primeira música em setembro de 1942, desde cedo, ainda criança, em suas andanças com o pai pela lavoura, já escrevia versos com pedaços de madeira, no chão de terra por onde caminhava. Sua primeira música 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Faleceu Tibagi, da dupla Tibagi e Miltinho

Faleceu no último dia 12 de maio, aos 88 anos, Tibagi, da dupla Tibagi e Miltinho, em São Sebastião do Paraíso-MG.
Oscar Rosa, seu nome de batismo, foi o segunda voz de uma dupla importante nos anos 1960, muito marcada pela aceitação da influência mexicana em suas canções. Teve, também, carreira como radialista.
Teve outros parceiros e chegou a cantar, inclusive, com Pirassununga, que anos mais tarde mudaria seu pseudônimo para Dino Franco.
Paulistano, cantando ao lado do goianiense Miltinho 

segunda-feira, 9 de março de 2015

Perdemos dona Inezita

inzmjerPara quem ainda não leu por aí, ela faleceu na noite de ontem, domingo, dia 8 .
A música caipira perdeu sua defensora, mas uma defensora vitoriosa. No final das contas, seu extremo cuidado com a raiz deu certo. Ela não impediu o surgimento de novos artistas e de uma nova música sertaneja, mas ela é um dos pontos fundamentais para a música caipira estar aí, viva e acessível, até hoje.
Foram duas perdas pesadas em poucos dias. Ela tinha 90 anos de idade.

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Sertanejo Raiz – Um pouco da história da dupla Abel e Caim

Amigo amante da música sertaneja, hoje você vai conhecer um pouco sobre a história da dupla formada pelos primos Abel e Caim. José Vieira (Abel) nasceu em Itajobi/SP, em 27 de abril de 1929. Sebastião da Silva (Caim) nasceu em Monte Azul Paulista/SP, em 20 de janeiro de 1944.
Abel deu os seus iniciais passos na vida artística cantando em Catanduva e Novo Horizonte. Por volta dos anos 1955 e 1956 fazia algum sucesso com a parceria feita com o sobrinho Lair Rodrigues. Tempos depois, deixou o interior e foi para a capital.
Caim, em 1957, participava de um trio onde atuava ao lado de uma irmã e de um garoto até migrar para a capital paulista. Abel e Caim foram se encontrar em São Paulo no ano de 1967. Como os dois já 
 

domingo, 14 de dezembro de 2014

Tião Carreiro completaria 80 anos


Dia 13 de dezembro, sábado, Tião Carreiro faria 80 anos.

Todo ano posto algo para relembrá-lo em datas importantes, e dessa vez vai ser especial. São duas indicações:

Uma delas é de um projeto feito pela gente, o “Bem Sertanejo”, do Fantástico, gravado com Almir Sater e Jads e Jadson. Foi o episódio em que pudemos contar um pouco a história do Tião, e tratá-lo como merece: uma das figuras mais importantes e que mais influenciaram na música brasileira.

asjjmt1

sábado, 4 de outubro de 2014

Tião Carreiro ganha box com 4 CD’s; cantor completaria 80 anos em dezembro

Está sendo lançado, pela Warner, um box comemorativo aos 80 anos que Tião Carreiro completaria em dezembro, “80 anos de vida e viola”.
O projeto vem em uma capa comum de DVD, mas a ótima surpresa vem dentro: 4 CD’s com uma seleção de grandes canções do Tião. É claro que muita gente vai dizer “ah, mas tal música não poderia ter ficado de fora”, mas isso é comum sempre que uma coletânea é lançada.
4cds

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Morre em Bauru (SP), aos 80 anos, o padrinho artístico da dupla Chitãozinho e Xororó



Morreu na tarde do dia 5 de Agosto/14 em Bauru (SP), o cantor e sanfoneiro Antônio Onofre de Figueiredo, conhecido como Nardeli. Ele tinha 80 anos e deixa a mulher e três filhos. Além de sanfoneiro e cantor, Nardeli também era compositor e integrou o trio sertanejo Nenete, Dorinho e Nardeli. O cantor era o último remanescente vivo do trio. Izidoro Cunha, o Dorinho, morreu em 2011 aos 77 anos. Waldemar de Franchesi, o Nenete, foi morto por ladrões durante um assalto em São Paulo, em 1989.